Backstage Music


 
HomeHome  FAQFAQ  SearchSearch  RegisterRegister  Log in  
Photobucket
INTERVIEWERS WANTED!
+Info

Share | 
 

 REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto

Go down 
AuthorMessage
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 21:58

REPORTAGEM
2º DIA - VAGOS OPEN AIR






7 de Agosto 2010
Lagoa do Calvão - Vagos

Line Up: The Firstborn; Oblique Rain; Ghost Brigade; Amorphis; Kamelot; Carcass


Reportagem realizada por:
Texto: Renata Lino
Fotos: Sandra Manuel



O segundo dia do Vagos Open Air foi mais ventoso, mas ainda assim o calor era “abrasador”, para usar as palavras de Bruno Fernandes, vocalista de THE FIRSTBORN. Aquele seria o último concerto da banda durante algum tempo, pelo que Bruno pediu para que os fizessem sentir bem-vindos.
O relógio do palco devia estar adiantado, pois alguns problemas técnicos supostamente atrasaram o início do concerto (pelo que Bruno pediu desculpa) mas nem cinco minutos tinham passado depois da hora marcada.
Para quem não os conhece, THE FIRSTBORN é uma banda de metal progressivo e experimental, cujo tema lírico centra-se no budismo. Daí que misturem sons tibetanos, e orientais no geral, às suas músicas, o que aliado à voz sonante de Bruno resulta muito bem ao vivo. Uma actuação cativante, esta em Vagos.
Dada a extensão das músicas (entre 5 a 6 minutos cada), não houve muitas falas ou apresentações, mas creio ter identificado “illumination of the fire realms”, “water transformation” e “to roam the endless plains” entre as músicas tocadas.













A segunda banda da tarde, OBLIQUE RAIN tocava metal progressivo mais convencional e tinha muitos adeptos entre o público, que entre a segunda e terceira música começou a berrar bem alto o nome da banda. O vocalista Flávio Silva contou então uma história sobre um outro festival também em Vagos, há dois anos, onde as coisas pelos vistos não correram muito bem pois tinha sido logo a seguir ao festival Caos Emergente (“não quero fazer concorrência, atenção”) e ele estava literalmente “todo fod***”. Mas ali estavam eles agora, a tocar em Vagos, para remediar esse episódio. “Para quem nos conhece, esta não necessita apresentações”. Não é o meu caso, embora já os tenha visto duas vezes antes, por isso não vos sei dizer que música foi. “Shadows entwined”, talvez?
Informou que o novo álbum, em fase final de preparação, será mais que um “october dawn 2”, agradeceu à organização o convite para aquele que era “o festival de metal do ano” e anunciou “o tema que vocês devem curtir mais”. E que mais uma vez não consegui adivinhar qual era. Ouçam os trabalhos desta banda e, se tiverem a oportunidade, vejam-na ao vivo e já poderão preencher as lacunas dos títulos nesta reportagem.











Neste dia só houve duas bandas nacionais e seguiram-se então os finlandeses GHOST BRIGADE. Melodic death para uns, progressive sludge para outros… independentemente da etiqueta, a melancolia a par da agressividade não engana ninguém quanto à sua origem nórdica. “Deliberatly” e “my heart is a tomb” (a minha preferida e, pela reacção do público, de muitos mais) deram início a um concerto bom, muito bom, com que, confesso, não esperava. Muita emoção nas partes calmas, muito headbanging nos momentos pesados. “Into the black light” e “lost in a loop” foram os temas que Manne Ikonen anunciou antes de sair do palco para deixar os seus colegas interpretar a instrumental “22:22 – nihil”.
Para o fim ficou a primeira música do primeiro álbum, “rails at the river”, e a última do último, “a storm inside”. Giro.












Os também finlandeses AMORPHIS eram uma das bandas mais esperadas. Começaram a horas, mas quem estava nas primeiras filas receava já que tal não fosse acontecer: isto porque um representante do staff da banda queria as barreiras de protecção melhor aparafusadas e mais unidas, e enquanto isso não se verificasse, a banda não entraria em palco! Lá andou meia dúzia de seguranças e operários de chave-inglesa em punho ao longo de toda a primeira fila.
“Silver bride” e “sky is mine” fizeram logo as delícias de todos. E foi o delírio quando Tomi Joutsen perguntou se gostávamos de músicas antigas e anunciou “cast away”. Uma presença em palco extraordinária, que vai muito além do impacto visual dos longos dreadlocks a voar em todas as direcções.
Depois de “alone” o concerto foi momentaneamente interrompido para que se consertasse “este secador”, como Tomi disse com humor, referindo-se ao seu microfone.
“Against widows” foi acompanhada pelo público de tal forma que Tomi disse que achava que ia chorar.
Do primeiríssimo álbum recordaram “sign from the North side”, e em “house of sleep” os portugueses voltaram a mostrar que sabem cantar.
“Black winter day” já era esperado para o fim, mas creio que “my Kantele” foi uma agradável surpresa para alguns.














Os KAMELOT montaram duas plataformas, uma de cada lado da bateria, para que tanto Roy Khan como Tom Youngblood pudessem marcar mais presença ao cantar e tocar guitarra lá em cima. Mas não foi a montagem do palco que atrasou o início do concerto. Devido ao perfeccionismo que é famoso entre este tipo de bandas, o checksound demorou MESMO muito tempo, para no final nem ficar a 100%. Mas depois de ter começado, todos esqueceram a valente seca de mais de meia hora.
Khan estava rouco, e a voz falhou algumas vezes, mas o carisma daquele homem superou esse pequeno detalhe. Aliás, todos os músicos apresentaram uma postura em palco sem nada a apontar.
Depois de “rule the world” e “ghost opera”, tocaram um tema novo, “the great pandemonium”, a ser incluído no próximo álbum da banda, “poetry for the poisoned”, com data prevista para Setembro.
“The haunting”, que em estúdio tem a participação de Simone Simmons dos EPICA, teve a ajuda de Elize Ryd, que tem acompanhado a banda na presente tour.
Ao clássico “centre of the universe” seguiu-se mais um tema novo, “hunter’s season”, dedicado á memória da falecida mãe de Tom.
Um pequeno solo de bateria e mais um clássico, “karma”, e depois de “season’s end” foi a vez do teclista Oliver Palotai ser o centro das atenções, antes de “forever”. Foi aqui que Khan perguntou se gostávamos de cantar e tentou perguntar o mesmo ao segurança mais próximo. Saímo-nos muito bem no jogo do “cantem-a-seguir-a-mim” e o sorriso de satisfação nos lábios de Khan era sincero.
Despediram-se com “March of Mephisto” e a vontade de querer regressar.











Por fim, o caos! Mais outra meia hora secante, mas esta ainda deu para rir com o roadie que estava a fazer o soundcheck. Isto porque o senhor teve a brilhante ideia de imitar o Monstro das Bolachas para testar o micro, dizendo “Cookies are good, chocolate is better. COOKIE MONSTER!”. Hilariante!
Com projecção de vídeos no plano de fundo, os CARCASS entraram “a matar” com “corporal jigsore quandary” e “buried dreams”. Só depois é que Jeff Walker se dirigiu ao público, muito bem disposto, pedindo desculpa pelo atraso.
Muitos dos presentes cresceram ao som de temas como “no love lost”, “embodiment”, “keep on rotting in the free world” e “reek of putrefaction”, e em Vagos puderam vê-los e ouvi-los ao vivo, ao fim de todos estes anos. Mas aqui a nostalgia não era algo melancólico e sim combustível para a roda de mosh.
Essa roda só deve ter abrandado quando Jeff teve a honra de anunciar a presença de Ken Owen, baterista original da banda, que tendo sofrido um derrame cerebral em 1999, só recentemente recomeçou a dar uns toques na bateria. Os breves minutos em que se juntou ao palco com os CARCASS foi provavelmente o momento mais emotivo de todo o festival.
“Heartwork” foi, obviamente, o grand finale.









A 2ª edição do Vagos Open Air foi claramente superior à do ano passado, que já tinha sido excelente. A continuar assim, poderá não ser apenas o festival de metal deste ano mas de todos os anos.


Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Pieni
Backstage Press | Level 3
Backstage Press | Level 3
avatar

Registration date : 2009-04-06
Number of posts : 548
Age : 39
Country/ City : Portugal / Gaia
Preferred Music Style : hard'n'heavy

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 22:31

Estou orgulhosa de nós
Back to top Go down
Solitude
Photographer
avatar

Registration date : 2009-08-07
Female Number of posts : 13
Age : 41
Country/ City : Portugal/Queluz
Preferred Music Style : Metal (almost all genres)

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 22:39

Mais uma vez, Parabéns
Amorphis
Back to top Go down
http://poisonedtwilight76.deviantart.com/
Pieni
Backstage Press | Level 3
Backstage Press | Level 3
avatar

Registration date : 2009-04-06
Number of posts : 548
Age : 39
Country/ City : Portugal / Gaia
Preferred Music Style : hard'n'heavy

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 22:42

Solitude wrote:
Mais uma vez, Parabéns
Amorphis

Foi pena não teres podido ir (apesar de já os teres visto). Terias adorado quando ele disse que achava que ia chorar
Back to top Go down
Solitude
Photographer
avatar

Registration date : 2009-08-07
Female Number of posts : 13
Age : 41
Country/ City : Portugal/Queluz
Preferred Music Style : Metal (almost all genres)

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 22:58

Pieni wrote:
Solitude wrote:
Mais uma vez, Parabéns
Amorphis

Foi pena não teres podido ir (apesar de já os teres visto). Terias adorado quando ele disse que achava que ia chorar
Pois foi mas contento-me com as duas vezes que já os vi, embora anseie por mais...choro eu
Back to top Go down
http://poisonedtwilight76.deviantart.com/
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 23:02

Pieni wrote:
Estou orgulhosa de nós

Eu estou orgulhosa de ti, agora de mim!!!!! Não me saí muito bem!
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 23:03

Solitude wrote:
Mais uma vez, Parabéns
Amorphis

Obrigada!

Amophis para mim foi o concerto do festival. Adorei!!!
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
Pieni
Backstage Press | Level 3
Backstage Press | Level 3
avatar

Registration date : 2009-04-06
Number of posts : 548
Age : 39
Country/ City : Portugal / Gaia
Preferred Music Style : hard'n'heavy

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 23:37

Sandra Manuel wrote:
Não me saí muito bem!

QUÊ?!?!?!?!?!?!?!
Back to top Go down
Sandra Manuel
Backstage Press | Manager
Backstage Press | Manager
avatar

Registration date : 2008-03-06
Female Number of posts : 2133
Age : 39
Country/ City : Cortegaça
Preferred Music Style : Metal, Goth, Rock (well, a little bit of everything)

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Mon Aug 09 2010, 23:59

Pieni wrote:
Sandra Manuel wrote:
Não me saí muito bem!

QUÊ?!?!?!?!?!?!?!

Oh é verdade! Sou muito exigente e acho que conseguia melhor! Tive muitas fotos que depois ao ver no computador, eram grandes posições mas ou estavam um pouco desfocadas ou escuras. A minha visão lá no fest não devia estar muito boa ehehe
Back to top Go down
http://www.sandramanuel.com
MI-13
Backstage Press | Level 3
Backstage Press | Level 3
avatar

Registration date : 2008-02-26
Male Number of posts : 956
Age : 39
Country/ City : Portugal/V.N.Gaia
Preferred Music Style : MEtal

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Tue Aug 10 2010, 11:51

Sandra Manuel wrote:
Pieni wrote:
Sandra Manuel wrote:
Não me saí muito bem!

QUÊ?!?!?!?!?!?!?!

Oh é verdade! Sou muito exigente e acho que conseguia melhor! Tive muitas fotos que depois ao ver no computador, eram grandes posições mas ou estavam um pouco desfocadas ou escuras. A minha visão lá no fest não devia estar muito boa ehehe

era da Barriga :P
ollololo
Back to top Go down
MI-13
Backstage Press | Level 3
Backstage Press | Level 3
avatar

Registration date : 2008-02-26
Male Number of posts : 956
Age : 39
Country/ City : Portugal/V.N.Gaia
Preferred Music Style : MEtal

PostSubject: ue    Tue Aug 10 2010, 12:01

foi o Dia que mais Gostei,, pois foi também o que mais esperava :D
Meshuggah esperava muito, mas Carcass ainda estava mais ansioso.
Enquanto estava a dar a intro do concerto dos Carcass até me arrepiava e a drnelaina aumentava a cada segundo .
Fantástico, finalmente consegui ver Carcass, depois de no Infante Sagres não ter entrado
mas Valeu e mto a pena esperar . Momentos Altos para mim foram a Corporal Jisore.., Embodiment( nem me acredito que a tocaram ) Incarnated Solvent Abuse, No Love Lost e Claro o Fabuloso HEARTWORRRRRRRRRKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


Realço também um momento que me emocionou bastante qdo anunciaram KEN OWEN, quase que me vinham as lágrimas aos olhos, fónix .aplaudi sim e mto a ele e aos Carcass por o trazerem em Tour e não o deixando caír em esquecimento


Kamelot estavam mais pesados a n+ível de som, mas a voz .....pufff horrível, apesar da simpatia do Vocalista, mas não tava nos dias deles é complicado qdo a voz falha,.Mas é grande vocalista, já tive o prazer de os ver live, e é mto bom.


Amorphis foi reviver tb alguns bons momentos de nostalgia, A surpresa para mim Foi a Into Hiding até me passei lololol as outras foram todas fenomenais.
Amorphis estão na melhor forma de Sempre não há ´duvidas mesmo .

Outra banda que realço é Ghost Brigade bons em estúdio e ao vivo ainda ganham mais forma.
Eu nem os insiro mto no Death melódico, etc mas sim com mais inflúencias do novo Pós doom, etc -finlandeses a rockcar :P


parabéns mais uma vez pela REport às duas meninas, mto bom não tenho é mtas palavras para descrever mais pois gostei imenso do concerto

Ahh e gostei muito da T.shirt da nossa Fotografa do Backstage ololol
mto fixe
Back to top Go down
Pieni
Backstage Press | Level 3
Backstage Press | Level 3
avatar

Registration date : 2009-04-06
Number of posts : 548
Age : 39
Country/ City : Portugal / Gaia
Preferred Music Style : hard'n'heavy

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Tue Aug 10 2010, 13:54

MI-13 wrote:
Eu nem os insiro mto no Death melódico, etc mas sim com mais inflúencias do novo Pós doom, etc -finlandeses a rockcar :P

Também concordo, mas já vi várias referências a eles como death melódico =P Aliás, eu detesto rotular bandas.
Back to top Go down
Drakos
Music listener
avatar

Registration date : 2008-04-09
Male Number of posts : 171
Age : 39
Country/ City : Portugal/Gondomar
Preferred Music Style : Metal/Rock

PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    Fri Aug 13 2010, 00:05

Adorava ter visto Amorphis e fico desgostoso por Carcass, ainda me lembro de ter uma cassete (quando era pequeno) que estava sempre a ouvir em que tinha Megadeath, Tarantula, Sepultura, Slayer e CARCASS

Mais uma vez, Parabéns às meninas pela report. Sempre em grande ;)
Back to top Go down
Sponsored content




PostSubject: Re: REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto    

Back to top Go down
 
REPORTAGEM VAGOS OPEN AIR 2010 | 7 de Agosto
Back to top 
Page 1 of 1
 Similar topics
-
» Dennis Chambers on Billy's Open Handed Playing
» Luv Injection v Saxon: UK -27.08.2010 "Rise of the Gladiators"
» Megadeth Frontman Issues Open Letter To Metallica
» Legends of Rock 2010
» CHRISTMAS 2010 REGGAE SELECTION 1

Permissions in this forum:You cannot reply to topics in this forum
Backstage Music :: General :: Hard n Heavy :: Live Music Feedback-
Jump to: