REPORTAGEM- Festival VAGOS OPEN AIR 2013/ 1º DIA

View previous topic View next topic Go down

REPORTAGEM- Festival VAGOS OPEN AIR 2013/ 1º DIA

Post by MI-13 on Wed Aug 14 2013, 13:48



VAGOS OPEN AIR 2013 1º DIA








9 DE AGOSTO DE 2013
QUINTA DO EGA, VAGOS
LINE UP: SECRET LIE, BIZARRA LOCOMOTIVA,MOONSORROW, EVERGREY, SONATA ARCTICA, LACUNA COIL
TEXTO:MIGUEL VIEIRA
FOTOS:SANDRA MANUEL







Nesta 5ª edição do Vagos Open Air a maior novidade foi para a nova  localização do festival bem mais central do que o antigo recinto e com uma vista fabulosa para todos aqueles que chegavam ao recinto
















Foi no fim de tarde de calor que os Secret Lie subiram ao palco e deram inicio ao 1º dia do Vagos Open Air.
Este "projeto" de Pedro Teixeira(Corvos)tem tido bastante projeção na comunicação social atuando inclusive em programas de tv pouco ligados a este género musical, como tal a curiosidade era bastante também para ver alguns dos músicos que o acompanhavam como Tó Pica(Ramp) e Nuno C.(Forgotten Suns)
Ao som de Pedro Teixeira no violino deu-se o mote para a atuação dos Secret Lie onde se puderam ouvir temas do seu álbum de estreia Behind the Truth, destacando-se os temas  "Purify","Sweet Sadness" e "Blackout"

A jovem vocalista Sara Madeira ainda lhe falta alguma rodagem em comparação com os músicos experientes que se faz acompanhar, mas nada como o tempo e mais concertos para resolver isso e se os músicos deixarem um pouco o seu protagonismo de lado e lhe derem o seu espaço em palco estará no caminho certo.
Apesar de de algo deslocados pelo seu som mais alternativo do que o habitual neste festival, tiveram uma atuação competente, havendo tempo ainda para um excelente cover de Vivaldi,solos, malabarismos em palco, guitarra atirada por Tó Pica para o público e a terminarem com o tema Little taste of fun.





















Os Bizarra Locomotiva eram a banda que se seguia queue mais se pode de dizer dos que senhores??
São uma verdadeira máquina em constante movimento e mais uma vez com o seu metal/industrial de contornos bizarros não deixam ninguém indiferente.
Nada melhor para iniciar esta destruição sonora com a arrepiante Procissão dos Édipos com o vocalista Rui Sidónio a descer do palco e ir para junto do público interagir.
Seguiu-se o elétrico Egodescentralizado com o público a ferver e acompanhando Rui Sidónio na voz durante o refrão, todos os  presentes iam se deliciando com a atuação dos Bizarra Locomotiva.

Uma curta atuação mas cheia de energia,atitude e excelente qualidade finalizando em grande com o Escaravelho e onde houve espaço para uma participação especial de Tó Pica no (dançante) Anjo exilado que encaixou na perfeição ainda por cima  com Tó Pica "embalado" a rigor.




















Numa vertente bem diferente os finlandeses Moonsorrow estreavam-se em terras lusas e com isso tinham muita gente à espera do seu viking metal.
É curioso que este género musical é sempre bem recebido em Portugal especialmente nos festivais e isso fez-se notar a forma efusiva como os finlandeses foram recebidos mal se ouviu os acordes de Unohdukens lapsi.
Os Moonsorrow sentiram isso quando tocaram Köyliönjärven Jääll provocaram muito headbang pelos presentes movimento nas filas da frente.

Sem dúvida um concerto que passou a voar com os irmãos Sorvali a mostrare a consistência deste viking metal vindo do frio mas que aqueceu muito bem ao fechar com o tema Kuolleiden maa  do álbum de 2011.



















A noite iniciava com o metal progressivo do suecos Evergrey, abrindo com When the walls go down e Recreation logo de seguida.
Um hora de actuação bem passada  com talvez o melhor som da noite onde se especialmente em temas como "Soaked", Leave it behind us, I´m sorry (cover de Dilba), sem esquecer Blinded um dos temas mais pesados da noite.
A fechar Broken Wings e A touch of blessing com um simpático e competente vocalista/guitarrista Tom. Englund agradecendo a todos a boa recetividade dos que assistiram ao concerto

















Os Sonata Arctica da Finlândia voltavam a Portugal após alguns anos sem pisare os palcos Portugueses e  por isso a expectativa era alta.
Mas em vez de aproveitarem o público "quente" que os Evergrey tinham deixado, fizeram o oposto apostando em temas bem mais calmos e menos power metal do que seria de esperar.

Não deixou de ser uma atuação competente mas tornou-se um concerto morno demais para os que esperavam um concerto com muito mais energia.
Só mais para o fim da atuação é que a banda conseguiu atingir momentos mais intensos como no caso de Talluah, Replica e Cinderblox.
Fechando com o excelente e conhecido tema Don´t say a word onde fizeram promessas de voltar em breve.




















Passados 10 anos de cá terem estado numa tour com os Theatre of Tragedy voltaram ao solo Português e com muito mais público à espera deles, os italianos Lacuna Coil estavam de volta.
Se muitos julgavam que os Lacuna Coil poderiam estar desenquadrados deste cartaz mais clássico o que é certo que mal se fez ouvir I don´t believe in tomorrow do último album Dark Adrenaline que se percebeu que iria ser uma atuação melhor do que se esperava.
Equipados com uma "farda" negra fazendo lembrar Slipknot e também In Flames que também as chegaram a usar, centraram-se nesta hora e pouco nos seus dois últimos trabalhos.

Fragile,End of Time,Intoxicated, To the Edge  mostraram uma banda confiante,alegre  coesa em palco, mesmo sem o seu baixista(ausente devido a uma lesão) tocando com baixo samplado.
Cristina Scabbia é uma simpática e boa frontLady aliás bem mais presente que o vocalista Andrea que continua a ser o mais fraco da banda ao vivo, não tanto em estúdio mas ao vivo a voz como a postura torna-se fraca.
O metal/alternativo carregado com toques de "nu-metal"fazem com que as músicas fossem bem aceites, pelo menos o público e banda interagiam muito bem, respondendo sempre aos apelos da vocalista.
Tendo o momento mais alto em  Enjoy the Silence(cover dos Depeche Mode) a ser cantado por quase todos os que assistiam.
Ainda houve tempo um encore de quatro temas, Our truth, Upside down,Trip of Darkness e Spellbound, terminando assim este primeiro dia do Vagos Open Air














Havia ainda animação depois dos concertos com dois DJS podendo assim animar os que por ali ficavam.

Primeiro dia positivo e esperava-se já pelo dia seguinte que era o dia mais forte e onde mais público viria.
avatar
MI-13
Backstage Press | Level 3
Backstage Press | Level 3

Registration date : 2008-02-26
Male Number of posts : 956
Age : 39
Country/ City : Portugal/V.N.Gaia
Preferred Music Style : MEtal

Back to top Go down

View previous topic View next topic Back to top

- Similar topics

 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum